Browsing Tag

Resumo da Semana

Pessoal

Vida Que Segue #12 – Aquele Depois de Nova York

4 de dezembro de 2017

E aí que eu renomeei todos os posts de “resumo da semana” porque se tá tocando ~hoje a festa é sua, hoje a festa é nossa~ na tv, então é porque é época de organização. E aí a categoria virou isso aqui.

Fazendo 1 – Eu viajei

NYC - APTO 401

Então que fui pra Nova York. E teve dinossauros (MEU DEUS EU AMO DINOSSAUROS!!!) e teve as locações de Mensagem Para Você (MEU FILMEEEEEE!!!) e teve meu oitavo (!!!) show do Guns N Roses… no Madison Square Garden (!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!). E era outono. E a bota mais linda de todos os tempos chegou na Forever 21 no meu último dia na cidade. E a jaqueta que eu queria há três meses ainda tava na loja por um milagre dos céus. E tinha abóboras. Por todos os lados. Muitas abóboras. E donuts. E eu poderia dizer que nunca me senti tão confortável e tão feliz e tão a vontade em nenhum outro lugar, mas vocês não pagam o boleto da banda larga pra ler isso, então xiu.

Fazendo 2 – Eu tatuei

Tatuagem por Elissa Rocabado

E aí que antes de viajar fiz uma tatuagem porque as minhas férias normalmente são usadas para tatuagens e Guns N Roses. E tô apaixonada.

Assistindo

Assisti O Interminável Filme Mother e, talvez, eu nunca tenha odiado tanto algo em toda a minha vida. Talvez, se estivesse sentada na ponta da fileira, tivesse levando e ido embora no terceiro dia de exibição, ao invés de passar sete dias dentro do Espaço Itaú de Cinema. Foi traumático.

Depois dessa péssima experiência como Público Pagante, voltei pro sofá e pro Netflix pra ver Stranger Things (como eu amo essas pessoas!) e Mindhunter, que me mostrou que cheguei naquela idade em que Cenas de Crime™ passam a ser levemente incômodas e perturbadoras.

No avião, assisti Lua em Sagitário, que é um filme brasileiro bem fraquinho, mas bem levinho que fez um carinho no coração, reassisti Cidades de Papel, que sempre me faz dar gostosas gargalhadas com a mão na barriguinha <3. Também revi O Diabo Veste Prada, que me desencadeou uma vontadezinha de me arrumar um cadinho mais ouvindo KT Tunstall todas as manhãs.

E falando em ser Público Pagante, você tem Amazon Prime Video? Tentei me juntar a mais uma plataforma de streamining, contribuindo assim com o mercado de entretenimento, mas achei o catálogo bastante sem condições?

Sentindo

Se na Russia eu senti muitos sentimentos, foi uma marolinha perto do tsunami que veio na cidade de Nova York. Lá lembrei de verdade o quanto gosto de andar. Porque não tinha subida e estava fresquinho e eu podia ficar na rua até uma e meia da manhã de boa. Porque eu batia fácil 20km num dia. Porque as ruas tinham números e eu não me perdia. Porque tudo era novo e cada esquina era novidade e fascinante e interessante e tinha donuts. E abóboras. E sinto falta. Demais.

Planejando

Apesar de ter comprado as minhas primeiras botas Santa Lolla nessa Black Friday, de estar amando mais do que tudo esse friozim em dezembro (<3 <3 <3) e as minhas roupinhas novas de inverno, o clima não vai ser generoso assim sempre. Ele, o verão, vai chegar. E o meu objetivo esse ano é fazer com que a gente conviva de forma pacífica. Comprei shorts (muitos shorts!) e óculos de sol, criei um board no pinterest na tentativa de combinar as coisas que eu gosto (botas e lenços) com aquela temperatura do demônio e estou listando, tal qual uma habitante do hemisfério norte, todas as atividades felizes dos dias ensolarados. No momento a lista tem uma única coisa: trilhas. Rezem por mim.

Querendo

(peguei esse item aqui da minha amiga pessoal e influenciadora digital Isadora)

APTO 401

E aí que eu fiz o senhor meu cônjuge prometer que não ia me deixar comprar um porta doce do Yoda na viagem. Estou amargamente arrependida de não ter comprado um porta doce do Yoda na viagem. Quero um porta doce do Yoda. Estou vendo no ebay.

Também tô querendo fazer um fotolivro da viagem (porém minimalista e chique) no chatbooks e em um surto de Luz & Fé baixei o app e subi todas as fotos, e ordenei, falta só pagar. Espero que isso seja feito ainda esse ano. Num mundo muito louco espero que o da Russia seja feito na mesma leva. O de Londres também.

Nessas de Agora Eu Vou Organizar As Lembranças & Souveniers Organizações LTDA, também tenho o anseio profundo de pegar os rótulos de cerveja que trouxe na mala e colar no álbum de rótulos de cerveja. Com data. Parece simples. Nunca foi feito. Tem três anos já o álbum.

E eu finalmente achei um rack parecido com o que eu queria da Ikea. Ele tem a benção da Rainha da Minha Vida. Só vamo.

 

Filmes e Séries, Livros, Pessoal

Vida Que Segue #11: Pode ser que eu esteja de férias

27 de setembro de 2017

E aí que eu entrei de férias. E poucas coisas são tão “AGORA VAI” para um blog quanto o fatídico estar de férias. Se não bastasse isso, a Rainha da Minha Vida disse que entra aqui todo dia e se esse não é o maior elogio já recebido pela casa, eu não sei qual poderia ser. Assim, cá estamos.

Sentindo – BlogDay 2017

No Grande BEDA 2016, postei por 33 dias seguidos, mas nesse ano morri da Praia dos Batalhadores do Dia 27. Já falei aqui que essa loucura de postar todos os dias é um excelente termômetro Disso Tudo que Tá Acontecendo™ e esse final não poderia ser mais simbólico. A rotina vinha me tirando muitas coisas ultimamente, mas o buraco causado por eu não estar andando descalça e bêbada pelas ruas da internet dia 31 de agosto, abraçando minhas amigas enquanto gritamos “conseguimooooos!!!!!” foi o preço mais injusto de todos.

blogday.gif

Apesar de não ter feito o BEDA como gostaria (eu vinha aqui e jogava posts, sem participar da grande farra de pular de blog em blog pra tomar café e jogar conversa fora), me descobri muito nele. Precisei de 27 posts seguidos pra me lembrar o que eu deveria saber já há 14 (14!!!) anos: que eu sou gente que escreve (como a Isa colocou desse jeito lindo aqui). E essa combinação de sentimentos significa muito.

Fazendo 1

Então que no primeiro dia das minhas férias a fiação do chuveiro pegou fogo. Eu tenho medo de uma infinidade de coisas e já cheguei a escrever um post sobre como é sentir medo o tempo inteiro, mas no receio de vocês me transformarem numa caricatura de Regina Duarte, acabou que o texto nunca foi pro ar. De toda forma, eu tenho medo (muito medo) de panela de pressão, de fiação dando ruim e de vazamento de gás (um episódio particularmente assustador daquele programa 911 envolvendo um papagaio). E aí que a fiação do chuveiro pegou fogo.

Há uns dias ele pelo menos tava tendo a decência de soltar um cheiro de queimado (“é só a resistência que tá pra queimar”, eles disseram). Segunda-feira não. Ouvi um barulho que parecia um ralo gigante e, olhando para baixo e notando que uma passagem direta para o Japão não se abria sob meus pés, olhei pra cima: CHAMAS. LABAREDAS.

Eu desliguei o chuveiro já imaginando como eu conseguiria um extintor e bombeiros pois claramente era óbvio que a casa toda viria a queimar.

E o fogo apagou sozinho.

No mesmo instante em que Cassandra, adentrou o box (que eu nem lembro de ter aberto), 100% ágil em meu resgate. No meio de toda-aquela-água. Baita gato.

ninja-cat.gifCassandra entrando no box.

O eletricista já veio e todos passamos bem. Odeio fios.

Fazendo 2

Eu fui no show do Guns.

guns-2017.jpg

Pela sétima vez.

Da grade. E pela sétima vez eu ainda olhava aquelas pessoas que EU AMO TANTO e há TANTO TEMPO e sentia essa incredulidade por eles estarem ali, a cinco metros de mim, por eles serem reais, por estarem fazendo aquela coisa incrível junto com um estádio lotado. E eles estavam se divertindo tanto. E eu estava tão FELIZ. Era a sétima vez e eles eram tão bons que eu ainda esquecia como respirar. Era a sétima vez e o meu coração ainda parava porque o TANTO QUE EU AMO ESSAS PESSOAS. Era a sétima vez e ainda era toa aquela coisa sobre ser infinito. Foi a sétima vez e eu só queria ser capaz de sentir isso pra sempre.

Assistindo

Depois de tanto descaralhamento mental pré-férias, tenho usado os primeiros dias de folga para estudar Gossip Girl em maratonas de 10 episódios diários e quando a mente está enfim encontrando Paz & Sossego posso até encaixar um documentário os últimos foram:

Vesselmeninas que são tão apaixonadas por um tema que encorporam cheerleaders assistindo películas me add

Poucas coisas me emocionam tanto quanto mulheres se mobilizando para que outras possam tomar decisões sobre suas próprias vidas e esse documentário trouxe um monte de coisas que eu ainda não sabia sobre o assunto, ASSISTAM! (spoiler: brasileiras são incríveis d++++++)

Joshua: Teenager x Superpowermeninas que sentem que Hong Kong MEU PAÍS me add também

Super didático e super lindo (pois Hong Kong MELHOR CIDADE DO MUNDO), esse documentário explica muito bem as questões políticas e culturais da ~~~devolução~~~ de Hong Kong pra China. É outro dos meus temas preferidos ME CHAMEM PRA CONVERSAR.

resumo.jpg

Lendo

Levei a biografia da Carrie Fisher pra fila do Guns e apesar de não ter conseguido ler quase nada (stop roqueiros 2017), acho que estou num bom momento pra esse livro que eu evitei tanto. A maneira como o lançamento desse livro foi divulgado foi desonesta & desnecessária, Carrie foi muito mais que a amante de Harrison Ford e se limitar a isso humilhou a ex-mulher dele e reduziu a história da atriz a uma fofoca. E ela escreve tão bem. E ela foi tão importante. E como vai ser horrível dizer adeus pra General Leia no fim desse ano, decidi começar a me despedir desde já.

Visitando

E eu fui pra Minas. E pra Belém do Pará. E pra festa da Nossa Senhora da Achiropita comemorar meu melhor aniversário com O Partido. MG é meu país e vocês já sabem (e vai ter post), Belém é uma baita cidade e todo mundo tinha que conhecer (mas espero que no fundo ninguém conheça porque senão estraga) e a festa da Achiropita tinha vinha bom & barato e carboidratos e as minhas pessoas. <3

Blog!

Vida Que Segue 10: AAAAHHHH – BEDA #27

27 de agosto de 2017

Em sete dias teve promoção de 50% nas cervejas especiais do Pão de Açúcar e coleção nova do Harry Potter na Riachuelo, e eu tive um total de 0 minutos para desfrutar de tais oportunidades. Essa foi a minha semana. E as postagens do BEDA atropelaram todas. Mas já é dia 27, então segura a minha mão e vem.

No momento ~video de recebidos, meninaaaas~ da semana, chegou aquela bandeja que eu queria pro quarto. Ela transmitiu uma áurea muito adulta e escandinava e minimalista por aproximadamente cinco minutos, que foi o tempo pra eu enchê-la de brinquedos. Tentei.

Chegaram também minhas compras da Sephora. Esse endurecedor de unhas é um milagre que vende em potinho e o pó amarelinho pra corretivo eu estava com muita vontade de testar. Na promoção da semana eu ganhei um blush e um pó matificante de batom (?!?!) e pra completar frete grátis peguei aquele corretivo cujo qual já debatemos.

O que teve nas miga

O que teve lá fora

O que teve no blog

  • Segunda (que na verdade foi terça): Contei que eu queria colecionar Harry Potters pelo mundo
  • Terça (que na verdade foi quinta): Falei o quando é lindo crescer junto com essa gente da Internet
  • Quarta (que foi só sexta): sobre essa busca do santa graal ao viajar sozinho
  • Quinta (DEGRINGOLOU!): é, degringolou.
  • Sexta: todos os rolês que eu quero tanto fazer em São Paulo, mas acaba vencida pela vida
  • Sábado: um tag com a minha linda caligrafia

BEDA 2017 - Se Organizar Todo Mundo Bloga