De Casa, Pessoal

A Crise da Decoração – BEDA #15

15 de agosto de 2017

Aqui lidamos com crises: a crise dos 30 anos, a crise do devo ou não ter um gato, a crise do peso, a crise do sim. Mas a Crise da Decoração 2017, essa foi uma crise totalmente inesperada. Se minha residência fixa é o site, minha casa de férias é o Pinterest, e desde quando a internet ainda era mato e a gente não tinha um terreno próprio para ~guardar referências~, eu já salvava tudo quanto era inspiração numa pastinha no computador. O modo construção do The Sims sempre foi uma diversão muito intensa e os pacotes de móveis mais legais que as expansões.

tumblr_n2k423keYr1rlwtgeo8_250.gif

tumblr_n2k423keYr1rlwtgeo5_250.gif

Então, eu não estava preparada pra Crise da Decoração. Depois da mudança, tem dia que vem mil ideias de uma vez. Aí nada combina. Aí tem dia que não vem nada. Não faço a mais puta idéia do que fazer. Aí tem dia que “nossa, vamo tudo esacandinavo”. Mas não orna com nada do que já tem. Aí vem o dia do “odeio esse móvel vermelho” (segundas, quintas, sextas e domingos). E tem os dias do “vamos ser adultos com decoração de adulto”, mas surge O Quadro Com Ilustração Rebelde. E tem dia que eu amo tudo. Tanto, tanto, tanto. E tem dia que a planta morre.

Acho que A Crise da Decoração (junto com esse BEDA) é um dos maiores termômetros do “precisa sentar e ver isso aí” que já tive. É mesmo mais fácil sentar e só existir, mas já tem tempo demais que virei essa pessoa que repete exaustivamente que está exausta, cansada demais pra aproveitar o que é bom, pra fazer o que gosta e pra melhorar o que tem.

E como a gente lida com crises? A gente posta. Porque a gente é gente que escreve. Vai ter série de posts, vai ter projetinho. E vocês, ai vocês. <3

giphy.gif

BEDA 2017 - Se Organizar Todo Mundo Bloga

You Might Also Like

7 Comments

  • Reply Ana 16 de agosto de 2017 at 07:24

    Ah, essas crises! Amei os gifs, assisti esse episódio recentemente e morri de rir, assim como a Lorelai achei engraçadíssimo a mãe dela desesperada com a sogra HAHAHAH. E sobre decoração: vivo essa crise faz muito tempo, mas a minha se resume a: QUERO TUDO E NÃO TENHO DINHEIRO PRA NADA, triste vida!

  • Reply Camila 16 de agosto de 2017 at 09:25

    Acho que pra decorar a casa vale a mesma lógica do estilo pessoal: às vezes quanto mais referência a gente vê mais a gente se perde, porque no final das contas a nossa casa carrega um pouco da nossa história, das nossas vivências e tem que refletir a gente, né? <3 vale mais olhar pra gente mesmo, pra o que a gente gosta, nossa personalidade, nossos gostos mesmo que no fim das contas não se pareça nada com o Pinterest haha Ansiosa pelo seu projetinho e séries de posts!

  • Reply Letícia 16 de agosto de 2017 at 10:43

    MENINA, esse BEDA tem feito isso comigo e eu já tava me achando meio doida? É meio que terapia, a gente para pra pensar em compartilhar o que anda passando na nossa cabeça e começa a se dar conta de um monte coisas (e crises). É assustador e maravilhoso <3 Obrigada por ser gente que escreve (apesar de saber que não é questão de escolha), é muito bom ter companhia. :)

  • Reply Amanda 16 de agosto de 2017 at 14:15

    Oba, projetinhos, amo projetinhos, quero projetinhos, pfvr projetinhos <3
    (e sim, miga, faz quase dois anos que me mudei e essa crise ainda é real na minha vida, logo sinta-se abraçada)

  • Reply Paula 17 de agosto de 2017 at 11:55

    Quero ver como se resolve essa crise, pois eu estou nela a tanto tempo que já coloco a culpa no apartamento em si e acho que só vou me dar por contente quando me mudar dele.

  • Reply Thaynara 18 de agosto de 2017 at 13:21

    Sofro a crise da decoração pelo menos uma vez por mês. Meu quarto era todo branco com decoração em preto, enjoei, mudei pra vermelho. Entendo completamente sua indignação porque aí agora to na neura que quero “quarto pinterest” – se é que isso existe – mas tudo que se assemelha ao que eu vejo por lá é tão caro. De crises em crises, vamos vivendo a vida não é mesmo mores ¯ \ _ (ツ) _ / ¯

  • Reply Isa 18 de agosto de 2017 at 18:03

    da minha experiência com crises decorativas: a gente resolve comprando mais coisa do que cabe e dando pulos absurdos para se desfazer (VENDER) as coisas que não gosta mais. só em 1/3 dos casos rola arrependimento e a gente quer ter loucamente as coisas de volta.

  • Leave a Reply