Aqui lidamos com crises: a crise dos 30 anos, a crise do devo ou não ter um gato, a crise do peso, a crise do sim. Mas a Crise da Decoração 2017, essa foi uma crise totalmente inesperada. Se minha residência fixa é o site, minha casa de férias é o Pinterest, e desde quando a internet ainda era mato e a gente não tinha um terreno próprio para ~guardar referências~, eu já salvava tudo quanto era inspiração numa pastinha no computador. O modo construção do The Sims sempre foi uma diversão muito intensa e os pacotes de móveis mais legais que as expansões.

tumblr_n2k423keYr1rlwtgeo8_250.gif

tumblr_n2k423keYr1rlwtgeo5_250.gif

Então, eu não estava preparada pra Crise da Decoração. Depois da mudança, tem dia que vem mil ideias de uma vez. Aí nada combina. Aí tem dia que não vem nada. Não faço a mais puta idéia do que fazer. Aí tem dia que “nossa, vamo tudo esacandinavo”. Mas não orna com nada do que já tem. Aí vem o dia do “odeio esse móvel vermelho” (segundas, quintas, sextas e domingos). E tem os dias do “vamos ser adultos com decoração de adulto”, mas surge O Quadro Com Ilustração Rebelde. E tem dia que eu amo tudo. Tanto, tanto, tanto. E tem dia que a planta morre.

Acho que A Crise da Decoração (junto com esse BEDA) é um dos maiores termômetros do “precisa sentar e ver isso aí” que já tive. É mesmo mais fácil sentar e só existir, mas já tem tempo demais que virei essa pessoa que repete exaustivamente que está exausta, cansada demais pra aproveitar o que é bom, pra fazer o que gosta e pra melhorar o que tem.

E como a gente lida com crises? A gente posta. Porque a gente é gente que escreve. Vai ter série de posts, vai ter projetinho. E vocês, ai vocês. <3

giphy.gif

BEDA 2017 - Se Organizar Todo Mundo Bloga