E chegamos ao fim do BEDA (ISSO É REAL?!) e hoje não se trata apenas de uma comemoração por 31 dias intensos de post, hoje também é BlogDay (aparentemente porque 3108 forma a palavra blog, sem or, como a gente é brega).

Se já amo o BEDA (que é recente, de 2012!), tenho um sentimento muito mais forte pelo ~dia do blog~, porque lá em 2004, ele deu origem a uma amizade muito especial. Foi nesse dia, em 2004, que eu indiquei Taís, Paula e Cláu em um post. E, de um jeito simples assim, nós viramos uma coisa só. Nós éramos crianças desvendando essa brincadeira que era 50% html, 50% mato. Foi muito simbólico que 12 anos mais tarde, em toda a correria do BEDA, nós quatro tenhamos nos encontrado pela primeira vez. Quatro pessoas absolutamente diferentes , que se conheceram lá, cresceram juntas, se amam até hoje e passaram um fim de semana na minha kitnet.

No BEDA 2016 reencontrei, depois de muitos anos, esse sentimento legítimo de troca e amizade. O SOTMB foi a minha segunda maior alegria nesses 13 anos de blogosfera. O que era para ser um grupo de seis migas, se tornou um encontro de centenas de migos e migas (somos mais de 400!). Um grupo totalmente horizontal em que todo mundo fazia tudo e todo mundo queria ajudar de alguma forma e todo mundo queria estar lá só pela brincadeira e pelo amor e pela diversão. Nunca conhecia tanta gente boa e fofa e determinada. Foi como se “A Arte de Pedir” se materializasse ali (e como nossa miga inspiradora Amanda Palmer ensinou, quando alguém tentava agir de má fé, o problema era deles e não nosso, e nada, nada nos derrubou).

Se no primeiro dia eu já era a bêbada emotiva de fim de festa querendo abraçar todo mundo e soltando vários ~eu te amo~, agora eu queria dar uma festa e chamar todo mundo pra gente ficar bêbado junto (e perder de vez os filtros do eu te amo). Foi uma jornada intensa e maravilhosa!

blogdayBanner by Cacá

São muitas indicações a serem feitas esse ano, a começar pelas cinco migas que embarcaram primeiro nessa loucura:

  • Line: como disse aqui, eu e a Line nos conhecemos há anos, mas só fomos nos conhecer de verdade recentemente. No BEDA ela fez (entre muitas outras coisas) uma série de posts sobre ansiedade e: <3
  • Carol: Apesar de ficar devendo posts sobre sua excelentíssima mãe (sou a presidente do fandom dessa senhora), a Carol fez o que ela faz de melhor que é contar causos (e dar dicas argentinas).
  • Nambs: Os posts da Nambs foram os que mais gostei de comentar no BEDA, porque parecia que tudo, tudo rendia uma conversa ou uma reflexão.
  • Vy: A Vy trouxe de volta os posts diarinho (melhor tipo de post), escreveu gostosos textos sobre a vida na USP e sobre suas muitas viagens, ela até explicou o que uma turismóloga faz.
  • Lari: A Lari é a melhor fotógrafa que você vai conhecer na vida.

E teve o núcleo que está aqui sempre e não falhou nesse momento de luta:

E teve a parte maravilhosa de conhecer gente linda demais!

  • Jennifer Geraldine: Foi o primeiro blog que conheci nesse BEDA e já soube ali que: <3
  • Mareska Who: trouxe várias coisas legais pro BEDA e tem sinais de ~louca da papelaria~ que nem a gente.
  • Eu Não Nasci nos Anos 80: Esse nome + um monte de amor por Stephen King = quero ser miga.

E tem TANTAS outras pessoas maravilhosas, mas é quase meia-noite e se eu não for dormir logo as gatas saem da rotina.

Brinde Leonardo DicaprioBEDA 2016, um brinde! BEDA 2016 >>>> abismo >>>> oscar do Leo

Feliz blogday! (eu amo todo mundo!)

BEDA 2016