Esse é um dos posts de acompanhamento do projeto 30 antes dos 30. A lista completa do que ser e fazer está aqui.

Citando Anna Vitória, nossa blogueira e agora newletteira (é esse o termo? newletterer?) preferida, maio é “um mês em que acontecem coisas (…). Maio é tipo o sétimo episódio dos seriados, aquele em que os roteiristas decidem que é hora de fazer a história andar e tocam o puteiro com os personagens. A midseason da vigésima segunda temporada dessa sitcom dramática que é a minha vida veio para acabar com os boatos de cancelamento prematuro e também para calar a boca dos fãs entediados.” ~A nível de~ projeto não tivemos muitos avanços (até certos retrocessos?), mas aí que dia 29 do mês cinco do ano 2016 de nosso senhor aconteceu um desses fatos grandes e marcantes que só acontecem em maio: Alessa chegou e com ela um item da lista foi riscado.

10. Adotar a gata

30 Antes dos 30 - Maio

Sempre soube que eu teria uma gata preta dos olhos amarelos. E desde que joguei Silent Hill Origins (em 2008, quando pegamos caxumba) soube que ela se chamaria Alessa. Cheguei a flertar com alguns gatos especiais (especiais as in cegos, caolhos, amputados e outros), mas foram todos negados e um dia Alessa chegou e, veja bem, ela chegou. Eu estava há meses olhando filhotes do Facebook e sempre pensava “hum, não é a minha gata”, mas a foto dela surgiu no OLX (!) e três horas depois a pequena estava em casa (viemos de metrô: eu estava parecendo muito louca ou pouco louca tentando acalmar a caixa onde transportava uma gata clandestina?). Ela é perfeita, chegou absurdamente novinha (com exatos 50 dias), já não sei mais viver sem sua companhia e nosso brinquedo preferido é um ratinho roxo (que, lógico, é o que mais desaparece de todos que temos).

Nos itens rotineiros o que se seguiu foi:

1. Ser mais tia

30 Antes dos 30 - Maio
A gente não saiu, mas a gente fez pizza a partir de pózinhos japoneses e ficou com textura e sabor de pizza de verdade?! Eu compro esses kits Popin’ Cookin’ no Marukai da Liberdade (tá esgotado agora, alternativas?), e já tínhamos feito o de hamburguer (horroso, não deu pra comer e jogamos fora) e o de sorvete (que era comível, mas ruim), mas esse de pizza ficou: Gostoso?! Além disso, foi o mais legal até agora, porque você faz a massa, o molho, o queijo, a calabresa, monta tudo e aí leva pra assar no microondas. E a massa cresce! E o queijo derrete! E a calabresa… fica igual calabresa! É assustador.

3. Visitas

Recebi migas em casa, no melhor timing do mundo. Porque estava cometendo altos pecados com Alessinha e não poderia ter aparecida uma gateira melhor na nossa vida para nos orientar, obrigada, Rhariane! Obrigada, Line!

6. Coisas novas

30 Antes dos 30 - Maio

Além das gordices (pois viva), fui em um desses jogos de ~fugir da sala~, acho que no primeiro aqui de São Paulo, o Escape 60: Tinha receio de que montar um daqueles jogos de ~point-and-click~ de verdadinha fosse uma coisa legal demais só na teoria, a gente sabe que o Aurélio define São Paulo como “uma reunião de lugares que seriam muito legais na teoria“, fui super descrente, mas foi super legal! Fomos na sala com temática de Masterchef (MIGAS, MINHA SALAAAAAA!) e pudemos usar um avental parecido com o do programa (MIGAS, MEU FIGURINOOOOO!). As pistas são divertidas e você se envolve de verdade. Não tem alegria forçada ou monitor fingindo demais, acho divertido ir brincar pelo menos uma vez pra conhecer (mesmo achando um pouco caro).

Os lugares do mês:

  • Casa Amarela
  • Cuore Café
  • Excelentíssimo Botequim
  • Mundo Cervejeiro
  • Barcearia <3
  • Sallon <3
  • Alshekh
  • Escape60

Estou dando conta das séries e espero começar a reler a Pedra Filosofal até o próximo post, pois vai ter muito Harry Potter acontecendo esse ano. De resto, segue em frente, tem outros mês.