Esse é um dos posts de acompanhamento do projeto 30 antes dos 30. A lista completa do que ser e fazer está aqui.

No começo desse ano, desse projeto, desse blog, ou de qualquer coisa que envolva um planner e resoluções pessoais em canetas coloridas, eu só queria que independente de quantos papéis de trouxa fizesse, que eu não parasse no tempo. E fico muito, muito feliz de finalmente estar vivendo.

1. Ser mais tia

Esse mês ganhei a badge de ouro, a mais esperada, a mais sagrada: elas vieram me contar segredos!!! A gente estava no ônibus indo pro pequeno roteiro comunista que preparei pra elas e do nada começaram a surgir várias frases que começavam ou terminavam com “não vai contar pros meus pais“. Quase explodi de felicidade e deixei elas escolherem porcarias ilimitadas na doceria pro café da manhã.

Fomos na Paulista Aberta, no MASP (elas piraram e não queriam vir embora???), no Trianon e na RiHappy do Shopping Cidade de São Paulo que tem vários brinquedos abertos pras crianças e onde o bullying para com os adultos que brincam de lego é bem limitado.

Foi aniversário da mais velha também e consegui comprar uma das novas Barbies que é igualzinha a ela (corpo + cabelo + tom da pele <3).

30 Antes dos 30 - Abril

2. Viver em paz com meu guarda-roupa

A gente ainda não se ama, mas tenho descoberto as coisas que gosto (e um monte, um monte de coisa que vai embora). De repente sou uma pessoa que gosta de shorts e vestidos (???). Saí de pernas de fora todos os fins de semana de abril e tô amando muito o mundo de possibilidades que isso abre.

E fui no endócrino porque essas roupas não vão se vestir sozinhas.

3. Ser a Mônica Geller

Prestes a completar um ano na casa nova, recebi as duas amigas que mais me ajudaram nos corres do apartamento: uma irmã que escolhi quando tinha 12 anos e uma que ganhei aos 22. Eu sou do grupo de pessoas que acha que família a gente vai escolhendo por aí e que são as pessoas que deitam com você em mil camas diferentes quando você vai comprar a sua ou olham as fotos dos 898790 apartamentos que você visita (e leem o seu contrato de aluguel quando um dá certo).

Eu ainda ia receber os vizinhos-novos-do-andar-de-baixo-que-tem-um-gato (talvez eles tenham nomes), mas não deu certo e a cerveja pras visita foi consumida sem nenhuma pompa (estava muito boa).

4. Ser a moça tatuada

Está paga a primeira parte da Tatuagem 1 da perna, que será feita: mês que vem! :DDD

6. Sair mais para coisas novas (e 9. Viver ao ar livre)

30 Antes dos 30 - Abril

Eu virei essa pessoa que acorda no final de semana, sai para fotografar (de shorts), aí almoça comidinhazinhas em um lugar novo e caminha (de shorts) até uma exposição. Que vai em cinema de rua e tropeça num café novo na volta. Que sai de casa (de shorts) e vai até lá longe pra conhecer uma hamburgueria nova. Que sai pra a pé até a casa da irmã (de shorts) e descobre mais um café no caminho.

Além de andar muito a pé (apesar do sol, que é uma coisa que eu costumava evitar de qualquer jeito), também teve a parte da Paulista Aberta e de sentar no Trianon pra tomar café da manhã com as meninas. Elas nunca tinham parado só pra matar tempo e comer em um parque, é uma coisa que eu fazia todo santo dia em Hong Kong e que me faz uma falta danada (foi ótimo).

Lugares novos:

  • Andreus Galeria <3
  • Casa do Porco
  • NB Steak
  • Let’s Beer
  • Casa Café Bar <3
  • Mercado Municipal de Pinheiros
  • Comedoria Gonzales
  • Na Garagem

7. Criar e guardar bem minhas lembranças

Ando muito frustrada com isso. Esse mês descobri o Chatbooks e pensei: “é isso!”, mas tenho odiado tudo que fotografo, especialmente o tratamento. A gente tem falado muito (123) sobre esse minimalismo exagerado e sobre esses feeds que são feitos de fotos cuidadosamente montadas para serem ~harmônicas~, mas sinto muita falta de unidade nas coisas que faço e acredito que se estivesse fazendo direito (~a nível de~ fotografia), conseguiria passar uma identidade visual, um clima, um toque que fosse que unificasse todas essas fotos e memórias. Eu estudei especificamente “ensaios fotográficos” e era a parte que eu achava mais incrível.

Segue em frente, tem outros mês.

8. Aparecer nas fotos

30 Antes dos 30 - Abril

Vocês me desculpem, mas eu não só apareci na foto, mas eu me amei demais nessa foto do meio. Ficou tarde pra entrar no ~bela, recatada e do lar~ (porque a polícia da internet é extremamente rígida com prazos), mas fica o registro. Pela atenção, obrigada!

10. Novas formas de se alimentar

30 Antes dos 30 - Abril

Além de visitar muitos locais novos, tem a parte de eu estar variando bem a quantidade de comida e tendo um controle maior de fome x ansiedade (e quero colocar me endócrino num pedestal por isso). Também tenho me arriscado mais pra cozinhar coisas (coloquem canela na carne moída) e aprendido certos truques.